Entrevista com Paulow3b, jogador profissional de fighting games

A JAB foi atrás do jogador profissional PauloW3b para perguntar o que ele pensa sobre a cena competitiva dos fighting games no Brasil e no mundo.

.

Paulo Junior, mais conhecido como Paulow3b, mora em Niterói, no Rio de Janeiro. Como jogador profissional de fighting games ele já participou de dezenas de campeonatos dos jogos Ultimate Marvel vs Capcom 3 e Street Fighter V, obtendo várias medalhas em seu portfólio.

Paulo é conhecido por usar personagens não convencionais nos jogos em que se dedica (notadamente  a Jill, no jogo UMvC3, e mais recentemente Rashid, em Street Fighter V). Ele também é criador e moderador do grupo UMVC3-Brasil no Facebook. A JAB quis saber mais sobre a vida dele como jogador competitivo. Confira abaixo:

.

.
JAB- Quando você começou a jogar competitivamente? Que motivos levaram você a investir seu tempo nos fighting games?

Paulo- Desde criança, sempre joguei jogos de luta casualmente. Lembro que, quando tinha 15 anos, toda quinta-feira me reunia com alguns dos melhores jogadores do KOF 2002 da minha cidade para grandes disputas. Mas comecei a me dedicar a sério com a chegada de Marvel vs Capcom 3, em 2011. Eu jogo, acima de tudo, porque gosto, porque me divirto tentando superar meu oponente e a mim mesmo.

 

JAB- Ano passado, você foi o campeão do jogo Ultimate Marvel vs Capcom 3 no torneio Treta Championship 2015, em Curitiba. Você ainda pretende continuar competindo em torneios nacionais e internacionais?

Paulo- Sim, pretendo. Não tenho nenhum torneio internacional em vista. De nacional, estou planejando ir ao Treta, ao Fight in Rio e às seletivas da Capcom Pro Tour em São Paulo.

pweb2

JAB- O que acha do jogo Street Fighter V? Acha que ele está se tornando a referência nos fighting games em torneios?

Paulo- Acho que é um jogo muito acessível e divertido, uma boa porta de entrada para quem sempre quis jogar Street Fighter e nunca se sentiu à vontade para isso. Com o crescimento da Capcom Cup e da divulgação do jogo, ele tende a ser o novo padrão, sucedendo o Street Fighter IV.

 

JAB- E sobre os outros jogos de luta, o que você acha que eles devem ter pra ganhar destaque no cenário competitivo?

Paulo- Mecânicas agradáveis, não necessariamente difíceis, e personagens balanceados são importantes. Acho que é bacana haver torneios ou ligas promovidos por grandes próprias empresas, como a Capcom Cup e a ESL Pro League.

.
JAB- Quais partidas em campeonatos foram mais marcantes para você? Tem algum vídeo delas?

Paulo- Teve uma do Treta 2012 contra o Combofiend muito empolgante. Venci e eliminei ele do torneio. A final do Treta 2015, contra o Ácido, também foi marcante demais. Aquela vitória representou o resultado de muito esforço.

 

JAB- Você já viajou pelo Brasil para competir em torneios locais. O que acha dos jogadores das outras regiões do país?

Paulo- O Brasil tem muitos jogadores talentosos que, se tivessem mais oportunidades de viajar, elevariam bastante o nível da nossa comunidade de jogadores (FGC).

 

JAB- Você é o fundador do grupo UMVC3-Brasil no Facebook. Como é ser moderador da maior comunidade brasileira do jogo UMVC3 nas redes sociais?

Paulo- Tem épocas boas e nem tão boas… Quando rola alguma briga eu preciso intervir e dizer para a galera que não é bem assim… Por isso, deve ser visto como chato por alguns membros. Mas, de uma forma geral, é muito gratificante ver que pessoas buscam o grupo como uma referência de conteúdos e também de opiniões sobre diversos assuntos, de combos de um determinado personagem a ajuda para montar sua equipe.

umvc3 br

JAB- Você tem alguma dica para dar aos jogadores que se interessam pelo Cyberesporte competitivo e querem chegar no nível em que você e outros grandes nomes estão?

Paulo- Dedicar-se ao seu jogo, aos seus personagens, e buscar participar de jogatinas e campeonatos sempre que possível.

 

JAB- Recentemente, você tem participado de torneios online do jogo Street Fighter V e tem obtido ótimos resultados. O que acha dessa nova ideia de realizar torneios de fighting games online?

Paulo- É a tendência. Com um netcode estável, o que ainda não é o caso de SFV, torneios online têm tudo para despontar devido à praticidade e o baixo custo de organização.

 

JAB- Atualmente, você tem alguma conquista que deseja alcançar? Algum sonho, conhecer algum jogador ou ganhar algum torneio em especial?

Paulo- Bom, eu quero ser um dos representantes da América Latina na Capcom Cup! Estou treinando SFV arduamente para isso. Esse é meu maior objetivo no momento.

pweb

“Não queira ser o jogador X ou Y. Acredite no seu estilo, crie e desenvolva sua própria identidade.”

PauloW3b

 

Algumas das conquistas de PauloW3b em torneios brasileiros:

1º lugar no Treta Pride (2015)

3º no Fight in Rio (2015)

4º no Circuito Nacional do FNF (2013)

1º na primeira etapa FNF do RJ (2013)

7º no Revox 2013

3º no Rio Game Festival (2013)

1º do Circuito Carioca (2013)

4º no Treta Armageddon (2012)

1º do Mini Marvel do RJ (2012)

1º do I SGTournament (2011)

Deixe o seu pensamento